HOME ABEPS PREVENÇÃO POSVENÇÃO EVENTOS NOTÍCIAS MATERIAL

> Home


Notícias do I Congresso Brasileiro de Prevenção do Suicídio

Belo Horizonte, 14 de julho de 2016

Com o tema "Prevenção do Suicídio: uma tarefa para muitas mãos" realizou-se entre os dias 15 e 17 de junho de 2016 em Belo Horizonte o I Congresso Brasileiro de Prevenção do Suicídio promovido pela recém-criada Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (ABEPS). O congresso teve o apoio da Associação Mineira de Psiquiatria (AMP), da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG), do Centro de Valorização da Vida (CVV), da Associação de Terapia Familiar do Espírito Santo (ATEFES), da Associação Brasileira de Terapia Familiar (ABRATEF), da Associação Latinoamericana e do Caribe de Prevenção do Suicídio (ASULAC) e da International Association for Suicide Prevention (IASP).

No Congresso foram debatidos diversos temas relacionados à prevenção do suicídio, distribuídos em diferentes formas de apresentação tais como, conferências, mesas redondas, pôsteres e apresentações de filmes. Alguns desses temas incluíram a identificação de fatores de risco e de proteção; as diversas abordagens do suicídio; a clínica do suicídio; o suicídio em instituições, grupos e regiões; o suicídio em adolescentes; os desafios dos profissionais de saúde frente ao suicídio; a abordagem dos sobreviventes: familiares, amigos e equipe médica; políticas e estratégias de prevenção do suicídio; terceiro setor: atuação na prevenção do suicídio.



A palestra de abertura do Congresso foi realizada pela Dra Silvia Pelaez, médica uruguaia e Presidente da ASULAC, que falou sobre o papel dos médicos na prevenção do suicídio.

O congresso teve a participação de mais de 100 inscritos advindos de vários estados do Brasil, entre médicos, psiquiatras, psicólogos, voluntários do CVV, sobreviventes do suicídio, policiais militares e civis e profissionais de saúde de diversas outras categorias. Sua divulgação proporcionou abordar o tema em diferentes mídias por todo o Brasil.

Fazendo parte da programação do Congresso foi realizado o I Encontro Nacional de Sobreviventes de Suicídio, com 72 participantes, entre psicólogos, pessoas enlutadas pelo suicídio e pessoas sobreviventes de tentativas de suicídio. A partir deste rico e emocionante encontro surgiu a proposta de constituição de uma força-tarefa no âmbito da ABEPS específica para apoiar as ações no campo da posvenção em suicídio.

Também como parte integrante do Congresso, foi realizada a primeira Assembleia Geral Ordinária da ABEPS, onde foi aprovado seu estatuto e houve a eleição e posse da primeira Diretoria Executiva e o Conselho Fiscal para o biênio 2016-2018. Nesta ocasião foi escolhida a cidade de Vitória, capital do estado do Espírito Santo, como sede do II Congresso Brasileiro de Prevenção de Suicídio a realizar-se em agosto de 2018. Esperamos ver vocês lá!

A nova Diretoria Executiva da ABEPS está assim constituída:

  • Presidente: Humberto Corrêa

  • Vice-Presidente: Robert Paris

  • 1ª. Secretária: Daniela Reis e Silva

  • 2ª. Secretária: Soraya Carvalho

  • 1º. Tesoureiro: Neury Botega

  • 2ª. Tesoureira: Karen Scavacini

  • Diretora Científica: Alexandrina Meleiro

  • Diretor de Comunicação: Carlos Felipe D’Oliveira

Conselho Fiscal da ABEPS:

  • Membros: Vivian Zicker; Ronaldo Santhiago Bonfim de Souza; Lúcio Mário da Silva.

  • Suplentes: Glória Maria Silva, Gabriella Costa Pessoa, Maria Christina Paixão Maioli.

A realização deste I Congresso Brasileiro de Prevenção do Suicídio e a constituição da ABEPS foi de extrema importância para o desenvolvimento do tema da prevenção do suicídio no Brasil, bem como cumpriu o objetivo de compartilhar experiências diversas além de reunir os esforços que vem acontecendo em todo o território nacional. Este esforço da sociedade, das instituições e dos profissionais em dar visibilidade ao tema é fundamental e constitui uma das linhas de ação da Estratégia Nacional de Prevenção do Suicídio, instituída em 2006 pelo Ministério da Saúde. Também faz parte das diretrizes preconizadas no plano de ação da Organização Mundial da Saúde, para o período 2015-2020.

Fica nosso convite para que você participe da ABEPS! Cadastre seu email para receber nossas informações no site www.abeps.org.br. Em breve disponibilizaremos informações de como se associar. Fale conosco: faleconosco@abeps.org.br

Aqui nos despedimos, com a certeza de termos cumprido nossa missão, escrevendo esta parte significativa da história do cuidado com o ser humano, com a visão de que muito mais há para se fazer. Continuamos nossa jornada, agora com maior estrutura.

Até breve!

Diretoria da ABEPS


A Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (ABEPS) é uma associação civil, de âmbito nacional e sem fins lucrativos, que tem como objetivo geral fomentar o estudo, a discussão e a pesquisa em torno da prevenção do suicídio. Mas prevenção é um termo muito amplo. Em termos práticos, prevenir o suicídio pode ser traduzido em políticas, ações, diretrizes realizadas por pessoas e com muito trabalho. Tudo isso pode ser resumido em objetivos mais específicos como a criação do Plano Nacional de Prevenção do Suicídio, a criação do protocolo de atenção e assistência às pessoas que tentam o suicídio, a criação do protocolo de atenção e assistência aos enlutados, entre muitos outros. Ou seja, muito a fazer! Por isso, convidamos a todos aqueles interessados na temática do suicídio e em sua prevenção a associar-se à ABEPS e participar da criação e execução desses projetos.

Ao tornar-se membro da ABEPS, você poderá participar com ideias e trabalho, trazendo as especificidades de sua região e possibilitando que os projetos empreendidos pela ABEPS contemplem as diversidades desse país de extensão continental. Em breve a ABEPS divulgará os Grupos de Trabalho e/ou as Comissões em atividade, e o associado poderá vincular-se àquela de seu maior interesse.

Junte-se a nós!



As inciativas e as pessoas envolvidas na prevenção ao suicídio no Brasil foram muitas ao longo das últimas décadas. Desnecessário tentar citá-las todas. Primeiro pelo risco de esquecemos algumas, mas também, principalmente, porque muitos projetos absolutamente relevantes, por não terem o devido registro e a devida divulgação, nesse nosso país continente, acabaram se perdendo ao longo do tempo.

Essa dificuldade nos leva diretamente a um ponto importante. A necessidade de que nosso país tenha uma entidade, de âmbito nacional, que congregue, de forma transdisciplinar, todas as pessoas interessadas no tema. O suicídio é um assunto sério demais para que não nos mobilizemos e nos organizemos a nível nacional, com todas as forças reunidas, para estudarmos, planejarmos ações e mais efetivamente contribuirmos para a Prevenção do Suicídio.

Atualmente quase todos os países do mundo possuem uma entidade nacional, que se congregam na IASP (International Association of Suicide Prevention). Nossos vizinhos latinoamericanos também tem, quase todos, entidades nacionais a representá-los e que se organizam na ASULAC (Asociación de Suicidología de Latinoamérica y el Caribe). A ASULAC foi criada em 2000, durante a Terceira Jornada de Suicidologia do Mercosul em Montevideu, no Uruguai, e em 2005 realizou o Primeiro Congresso Latinoamericano na mesma cidade. O Segundo Congresso Latinoamericano ocorreu em Belo Horizonte em junho de 2000 e desde então outros quatro congressos Latinoamericanos ocorreram em Montevidéu/Uruguai, Buenos Aires/Argentina, Campeche/México e Lima/Peru. O VII Congresso Latinoamericano já está marcado para Santiago, Chile, entre os dias 1º a 3 de Setembro de 2016 (marque na sua agenda).

Em junho de 2015, entre os dias 11 e 14, realizou-se em Belo Horizonte, novamente um evento latinoamericano, sob auspícios da ASULAC, O "Simpósio Latinoamericano de Prevenção ao Suicídio" reunindo colegas de cerca de 15 países, bem como colegas de praticamente todos os estados brasileiros. Foram momentos de intensa troca quando pudemos perceber que era mais do que chegado o tempo de criarmos nossa Associação, nossa entidade brasileira. Assim, foram convidados todos os cerca de 200 participantes do Simpósio para participar no sábado, dia 14/06/2015, de uma assembleia que tinha por objetivo propor a criação dessa entidade. A assembleia teve os trabalhos iniciados pela Silvia Pelaez, presidente da ASULAC e por unanimidade os presentes concordaram com a ideia. Definiu-se, também por votação unânime, que o nome dessa entidade seria ABEPS (Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio), sendo proposta e eleita também por unanimidade, uma diretoria provisória, que teria como missão organizar, do ponto de vista formal, essa entidade que ali nascia: Essa diretoria provisória é composta por: Humberto Corrêa (MG), Robert Paris (SP), Neury Botega (SP), Carlos Felipe D'Oliveira (RJ), Vitor Stumpf (RS) e Soraya Carvalho (BA). A essa diretoria imediatamente se agregaram as valorosas e imprescidíveis Karen Scavacini (SP) e Daniela Reis e Silva (ES).

Criação da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (ABEPS), em Belo Horizonte (MG), 14/06/2015

Depois de meses de trabalho, apresentamos agora nosso site, o estatuto, e temos o prazer de convidarmos a todos para o nosso I Congresso Brasileiro de Prevenção do Suicídio promovido pela ABEPS a se realizar em Belo Horizonte, dias 16 a 18 de junho de 2016. Venha participar conosco, envie seus trabalhos, faça conhecer seus projetos e suas ideias. Venha fazer parte da História da Suicidologia Brasileira. BELO HORIZONTE, 16 a 18 DE JUNHO. ESPERAMOS A TODOS!!

Humberto Corrêa da Silva Filho
Presidente da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (ABEPS)



26/08/2016 - Em 31 meses, Juiz de Fora ficou apenas 6 sem registros de suicídio
O índice de suicídios em Juiz de Fora pode ser um fator preocupante quando as ocorrências na cidade apontam que, nos últimos 31 meses, apenas por um período de seis meses não foram registradas pela Polícia Militar (PM) ocorrências deste tipo. Este mês, em pouco mais de dez dias, quatro casos foram contabilizados, sendo que quatro mortes ocorreram em menos de 24 horas. Diante dos dados cedidos para a reportagem, o G1 procurou um especialista da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), que falou um pouco mais sobre o que pode levar um indivíduo a tomar esta medida extrema e também o gerente geral de Comunicação da MRS, local acontecem alguns casos. Leia mais...
Fonte: http://g1.globo.com/

15/08/2016 - Fortaleza recebe sexta edição de Simpósio Internacional de Prevenção do Suicídio
Já há muitos anos, 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, um problema que mata uma pessoa a cada 40 segundos. Para aproveitar a data e divulgar a causa da prevenção do suicídio, o CVV realiza desde 2011 um Simpósio Internacional de Prevenção do Suicídio, estimulando o debate, a difusão e a conscientização sobre o assunto.
"O problema é mais comum do que se divulga, mas muitas ações de prevenção podem ser feitas sem grandes investimentos", comenta Robert Paris, voluntário e presidente do CVV – Centro de Valorização da Vida, entidade sem fins lucrativos que oferece apoio emocional e prevenção do suicídio há 54 anos. Segundo a Organização Mundial da Saúde – OMS, 9 em cada 10 casos de suicídio podem ser prevenidos, mas a principal barreira para se atingir essa estatística é quebrar o tabu em torno do assunto. "É preciso falar abertamente sobre suicídio. Seja em família, nas escolas, ambiente de trabalho, igrejas ou na mídia", explica Robert. "Tem que se tornar tão natural quanto falar sobre câncer ou doenças sexualmente transmissíveis, pois são, igualmente, situações que podem levar à morte ou a sequelas permanentes, mas têm prevenção que começa pela conscientização."
O Simpósio Internacional ocorre anualmente, sendo cada edição em uma cidade diferente. As edições anteriores ocorreram em Guarulhos, São Paulo, Florianópolis, Brasília e Rio de Janeiro. Pela primeira vez na região nordeste, Fortaleza receberá o evento no dia 9 de setembro deste ano, das 14h às 18h, no Hotel Recanto Wirapuru, bairro do Castelão. É gratuito e aberto ao público.
No dia anterior ao Simpósio ocorrerá a terceira edição de um debate sobre a abordagem do suicídio pela mídia, com a presença de jornalistas para comentar as dificuldades de se tratar o tema de forma esclarecedora na imprensa.
Os temas e palestrantes do VI Simpósio Internacional de Prevenção do Suicídio são:

  • Como prevenir suicídio através de um plano articulado da sociedade - Dr. Fábio Gomes de Matos e Souza.

  • A busca de sentido como fator de proteção ao suicídio - Carlos Henrique de Aragão Neto.

  • Novas perspectivas para a atenção aos sobreviventes de suicídio – Palestrante Internacional - Dr. Marco Antonio Campos.

  • O suicídio como uma questão de saúde pública - Dr. Enrique Bessoni e Larissa de Andrade Gonçalves.

Serviço
VI Simpósio Internacional de Prevenção do Suicídio
Data: 9 de setembro de 2016
Hora: das 14h às 18h
Local: Hotel Recanto Wirapuru - Auditório Benedito Dias Macedo
Endereço: Av. Alberto Craveiro 2222, Castelão
Organização: CVV (http://www.cvv.org.br/)
Entrada: gratuita
Informações e inscrições: pelo site: http://www.cvv.org.br/cn/

06/08/2016 - Médicos - e médicas - correm muito mais risco de suicídio
Um estudo conduzido pela American Foundation for Suicide Prevention, em 2008, descobriu que o índice de suicídios entre médicos é 70% maior que na população em geral. Entre médicas, 400% maior. "Há fatores que geram ansiedade e depressão, como alto número de horas trabalhadas, stress e a responsabilidade de lidar com tragédias humanas", diz o psiquiatra Mauro Aranha, vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp). Além das durezas clássicas da profissão, o alto índice também é sintoma de uma piora nas condições de trabalho, com jornadas cada vez mais árduas e difíceis. E isso leva alguns a buscar válvulas de escape. Leia mais...
Fonte: http://super.abril.com.br/

22/07/2016 - Academia Nacional de Medicina debate mitos e tabus do suicídio
Em conferência apresentada na Academia Nacional de Medicina, o Acadêmico e psiquiatra Antônio Nardi falou sobre Suicídio, propondo à plateia formada por Acadêmicos, estudantes e profissionais da área, novas questões e abordagens para o tema. Ressaltou que o suicídio é, além de um problema mental, um problema social, pouco abordado tanto em nossa sociedade quanto no curso médico de uma forma geral. Leia mais...
Fonte: http://http://www.jb.com.br/

09/07/2016 - Taxa de suicídio entre mulheres aumenta quase 10%
As taxas de suicídio entre mulheres aumentaram quase 10% no último ano. Em 2014, houve 831 casos de suicídio feminino no Reino Unido. Esse número cresceu para 902 mortes em 2015. Essas são 71 mães, filhas, irmãs e avós a mais que morreram em um período de 12 meses. Embora o número possa parecer pequeno em comparação com o número de homens que tiraram suas vidas – um chocante número de 2.997 indivíduos, menos que os 3.020 em 2014 – o fato de estar aumentando é um enorme motivo de preocupação. Leia mais...
Fonte: http://exame.abril.com.br/

14/06/2016 - Facebook lança ferramenta de prevenção do suicídio junto a CVV
A partir desta terça-feira (14), os usuários do Facebook no Brasil terão acesso a uma nova ferramenta para prevenção de suicídio. O projeto, desenvolvido em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV), leva em consideração que pessoas contemplando a ideia de suicídio podem emitir sinais de alerta em suas publicações nas redes sociais. Agora, amigos podem intervir de forma mais direta nesses casos por meio do novo recurso, que já estava disponível nos Estados Unidos e Austrália e está sendo lançado globalmente nesta terça-feira. Leia mais...
Fonte: http://g1.globo.com/

30/05/2016 - ‘Me sinto destruída por dentro': o diário da adolescente que se suicidou em clínica psiquiátrica
A jovem britânica Sara Green cometeu suicídio aos 17 anos, quando estava internada em uma unidade especial de tratamento psiquiátrico na Inglaterra. Sara tinha um amplo histórico de problemas de saúde mental desde os 11 anos de idade. Ela gostava de escrever e em seu diário relatava as dificuldades que enfrentava no dia a dia. A BBC teve acesso a este diário, divulgado para chamar a atenção à angústia que alguns pacientes jovens sofrem ao serem tratados em clínicas para adultos. Leia mais...
Fonte: http://www.bbc.com/

Mais notícias...




 

Cadastre seu e-mail para receber as notícias sobre as atividades da ABEPS - Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio.


 

Envie seus comentários, sugestões,
dúvidas ou críticas.

faleconosco@abeps.org.br

 



2015-2016 Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (ABEPS)
Política de privacidade